quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Sucesso na Scuderia Dino


Ocorre nos dias 02 e 03 de Dezembro agora, a última etapa da Copa Mobil de Fórmula Vee. Nossa Scuderia Dino vai com 02 carros. Um para o experiente piloto William Ayer e o outro para uma promessa futura, Felipe Marra. O objetivo traçado lá atrás, quando montamos a Scuderia Dino foi alcançado. Chegar ao fim do ano com 2 carros alugados. Mas desta vez, não pilotarei, ficarei do muro orientando os pilotos e conferindo os tempos. Ajudando a fazer acertos e buscando a melhor performance dos carros. Isso foi o que sempre sonhei. só que o fato de não acelerar, confesso que está mexendo comigo. Como o automobilismo é viciante. Por isso já vi muita gente despejar dinheiro que às vezes nem tinham, para sentar num carro e acelerar. Mas o momento agora é de manager e não mais de piloto. No ano que vem estamos fechando um patrocínio, daí quem sabe com um terceiro carro na equipe volto a acelerar e continuar realizando meu sonho de piloto. Dessa vez o sonho de Chefe de equipe será realizado, focando somente nos pilotos e torcendo que eles tenham uma boa colocação na prova e os carros terminem bem. Segunda-feira, 05 de dezembro, espero estar fazendo uma matéria bem otimista.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Fórmula Vee no mundo





Para aqueles que acham que a Fórmula Vee no Brasil é uma categoria jurássica e uma alucinação de meia dúzia de malucos, segue abaixo alguns dos campeonatos de Fórmula Vee no mundo, salientando que essa categoria é a que tem mais carros de corrida no mundo todo, se somados. Dêem uma olhada nos links

www.fvee.org.au/   Fórmula Vee Austrália

www.formulavee.ie/  Fórmula Vee Irlanda

www.formulavee.co.za/ Fórmula Vee África do Sul

www.formulavee.us/ Fórmula Vee Estados Unidos da América

http://www.fvaq.org.au/  Fórmula Vee de Queensland - (outro campeonato Australiano)

http://www.fvansw.asn.au/ Mais uma associação Australiana

http://www.750mc.co.uk/F-formula-vee.php Fórmula Vee Inglesa (Esse site tem que ser visitado, pois tem regulamento e tudo mais)

www.formulafirst.co.nz/ Fórmula Vee Nova Zelândia

www.vintageformulav.com/   Uma Fórmula Vee Vintage

rfraceportugal.foruns.com.pt/t3-vintage-formula-veesextas-feiras    Essa é Vintage mas é de Portugal
Tem todas essas mais a Fórmula Vee Uruguay que eu não consegui achar, mas sei que eles estãono Facebook.
Esse relato é para voces terem uma idéia da força da categoria no mundo e agora tambem no Brasil

sábado, 19 de novembro de 2011

Realize seu sonho

Venha realizar seu sonho e se tornar um Piloto de Corrida


Campeonato Paulista de Fórmula Vee
Autódromo de Interlagos

Diferente das demais categorias do automobilismo, aonde se despejam rios de dinheiro para realizar uma corrida, na Fórmula Vee você pode competir a preços bem competitivos. Existem várias opções junto a Suderia Dino, desde comprar um carro, até alugar um carro para treinar ou mesmo correr.

Características do Fórmula Vee

Motor 1600cc VW a Ar
Cambio 4 marchas VW
Suspensão dianteira VW
Suspensão traseira com amortecedores e molas especiais para a categoria
Chassi tubular
Pneus radiais com longa duração (mais de uma temporada)
Carenagem de Fibra
Velocidade final : 180km/h real
Potência: 75 cv



Scuderia Dino

Montagem de carros
Estocagem
Acompanhamento de pista nos treinos com telemetria e instrutor
Treino para até 4 pilotos dividindo as despesas
Acompanhamento de pista nas corridas
Total suporte ao piloto

Venha realizar seu sonho  Ligue para nós e tire suas dúvidas

Scuderia Dino
Tel (11) 3486-8533
Tel (11) 3409-1406
Cel (11) 9974-3111
Nextel 7*42800
Falar com Sérgio



quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Encontro HotVolks



Convidados pela organização, fomos num domingo chuvoso ao Encontro de Fuscas da HotVolks, um grupo de apaixonados pelos Vw a ar. Nossa expectativa não era grande, afinal, só soubemos do evento pelo Facebook e um domingo no meio do feriado não devia tirar muita gente de casa. Ledo engano. 491 Volkswagens a ar foram prestigiar o evento, que somado ao nosso Fórmula Vee totalizaram 492 carros. Perto de 2000 pessoas passeando entre os carros. Gente de Poços de Caldas, Belo Horizonte, Curitiba e outras cidades, nos mostrou que a paixão não tem limites. Carros maravilhosos, montados com esmero e cuidado em trabalho de anos desfilavam por lá. Quando acionávamos o motor do nosso Fórmula, a quantidade de pessoas que nos rodeava era impressionante. Prova que o nosso carro ainda é desconhecido da grande marioria.
                    No final, ao fazermos o balanço do evento, além da conclusão de absoluto sucesso, a busca por novos lugares aonde expor nossos carros e divulgar a categoria, que começara 2012 muito forte, eu garanto.
                    Agradecimentos a todos da HotVolks, em especial ao amigo Anderson Russo, que nos deu um tratamento privilegiado.
                   Fizeram parte da comitiva, Claudio Cobeio, preparador da Scuderia Dino, Roberto Zullino, Organizador, criador e Promotor da Fórmula Vee,e esse que lhes escreve, Sérgio Silva. Que mais eventos surjam para divulgação de nossa categoria.

sábado, 12 de novembro de 2011

Acidentes mostram evolução da segurança


Esse vídeo nos mostra o que era o automobilismo em priscas eras. Reparem na total falta de segurança. Infelizmente muitas vidas se perderam ao longo dos anos e ainda hoje é um esporte de alto risco, porém com um nível de segurança muito melhor se comparado aos acidentes desse vídeo. Não gosto de colocar fotos nem vídeos de acidentes, pois diferentemente de alguns, eu gosto do automobilismo pela disputa, e não pela tragédia. Postei esse vídeo como informação para voces terem uma idéia do quanto evoluiu a segurança, tanto na parte mecânica, quanto na parte técnica e desportiva.

video

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sonho


Que correr de carro é a realização de um sonho, ninguém tem como negar. Eu mesmo, estou realizando meu sonho de infância, quando ia ver os Opala da Stock Car e os Fiat 147 descendo a reta antiga e frear na Curva 3, lugar de onde assistíamos já que só tinha o dinheiro contado do ônibus. Hoje, ter um Fórmula Vee e estar envolvido com a categoria é a atividade mais prazerosa que exerço e o faço porque tive a oportunidade de realizar esse sonho. Quando eu receber a bandeira quadriculada da vida vou poder contabilizar como um sonho realizado e tirar esse objetivo da lista de frustrações. Mas quantos podem fazer isso? Quantas pessoas podem se dar ao luxo de participar de uma corrida no Autódromo que é considerado o templo do automobilismo brasileiro, Interlagos? Eu mesmo posso responder. Muitas pessoas podem realizar esse sonho.
            Vejo nos kartódromos que passo, diversos pais, tentando realizar esse sonho nos filhos. Filhos esses que nem sempre estão lá porque querem, mas sim porque o sonho é do pai. Dou a esse evento o nome de “transferência de sonhos”. O pai, quis um dia andar, não teve condições por diversos fatores e transfere seu sonho para o filho, muitas vezes sem perguntar se essa é a vontade dele.
            Então temos aqui duas situações. Pessoas que não sabem como realizar seus sonhos, se acham velhos, acham que correr de carro é caro, que não conhecem quem pode lhes inserir no automobilismo. E pessoas que utilizam a “transferência de sonhos” como uma válvula de escape. Cabe a mim, como integrante de uma categoria de novatos, apesar de não tão novatos na idade, informar a vocês que estão lendo essa coluna, que é muito fácil realizar seu sonho. E não tão caro quanto vocês podem imaginar. Basta um pouco de força de vontade e logo você estará cortando a reta oposta e esperando passar a placa dos 50 metros para enfiar o pé no freio e contornar a famosa curva do lago, esperando ansioso pela capiciosa curva do laranjinha. Ou então acrescentar essa frustração na lista, quando você também estiver para receber a sua quadriculada da vida.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Vende-se um Fórmula Vee

Nosso amigo Régis Cava resolveu se desfazer de seu Fórmula Vee. O mesmo encontra-se em perfeito estado, bastando abastecer e ir para pista. O carro chegou a subir no pódio na quarta etapa de Interlagos do Campeonato Paulista e agora está melhor ainda, com alguns ajustes realizados na Cobeio Car. Acompanha carreta, se o comprador tiver interesse e tambem pode ser vendido sem motor. Na foto é o carro branco. Interessados entrar em contato pelo fone (11) 9974-3111 ou (11) 3486-8533. É a sua chance de vir fazer parte da família Fórmula Vee...

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Quanto custa andar num carro de corrida?


         Você está numa situação estabilizada na sua vida e decide realizar seu sonho que lhe persegue desde a infância: Participar de uma corrida de carros. Andar no templo maior do automobilismo brasileiro, Interlagos. Sentir a emoção de acelerar e ouvir o ronco do motor invadindo o Box... saindo devagarzinho até o fim dos Box no acesso à pista... Contornando o “S” do Senna por fora e entrando na reta oposta. O ronco sobe rápido, você engata as marchas para cima e se posiciona à direita esperando a placa dos 100 metros. Desce a Curva do lago e vai sentindo o carro enquanto seu sonho é realizado. Mas afinal, quanto custa isso? Vou pegar a categoria que mais estou envolvido, a Fórmula Vee para lhes dar uma idéia.

         Para começar, você tem que ter a licença de piloto. Para a Fórmula Vee você pode tirar a PNC, Piloto Novato de Competição, que lhe custará R$ 720,00 para um ano. Essa carteira pode ser tirada em diversos Clubes de Automobilismo espalhados pelo Brasil.
         De posse da carteira, o próximo passo é a “fantasia” de piloto. Para o kit básico, temos as sapatilhas (R$ 200,00), as luvas (R$ 80,00), o macacão de nomex (R$ 1300,00) e um capacete de boa qualidade para automobilismo (R$ 1400,00). Esses preços são aproximados e as boas lojas do ramo facilitam em 3 ou 4 vezes, senão mais.
         Devidamente habilitado e fardado, o candidato a piloto necessita do carro. Aqui temos duas variantes. Ou ele tem o carro próprio, ou aluga um carro. Se ele preferir um carro próprio, sugiro fazer um treino antes para ter certeza que é isso mesmo que deseja. Para realizar um treino na pista da ECPA em Piracicaba o candidato irá gastar algo em torno de R$ 1400,00 com tudo. Carro, aluguel da pista, combustível, acompanhamento mecânico e técnico, telemetria, etc. Ele só precisa estar lá. Caso tenha gostado do carro e queira adquirir um, irá gastar entre R$ 22mil /R$ 24 mil para montar o carro completo por conta própria e entre R$28/30 mil se for montar o carro nas equipes já montadas. Esse carro será montado com todos componentes 0 Km, `a exceção da suspensão dianteira que será inteiramente revisada e montada e o Câmbio que será todo desmontado e revisado. Todas as demais peças serão novas. O carro é entregue pronto, bastando abastecer e acelerar.
         Caso o piloto queira alugar um carro gastará em torno de R$ 2.900,00 por prova. Dependendo da equipe esse valor poderá variar para cima ou para baixo, mas a média é mesmo essa.
         E quanto custa uma prova? Bom agora que você tem a carteira, a “fantasia”, o carro (próprio ou alugado) quanto custa uma prova? A inscrição de 2011 foi de R$ 450,00 para Interlagos ou Piracicaba na Copa Mobil. Para 2012 não deve sofrer grande alteração. Fora isso, se você alugou o carro, não tem que se preocupar com mais nada. Tudo já está incluso, e salvo algum acidente, você não gastará mais nenhum centavo. Caso você seja o proprietário, terá que desembolsar R$ 1500,00 de mecânico, uns R$ 120,00 de combustível, uns R$ 300,00 de peças em geral (óleo, velas, etc.).

         Claro que aí temos diversas variáveis, pois tem piloto que vai treinar e não possui nada, aonde emprestamos macacão, capacete e os demais itens. Esses valores são apenas para terem uma idéia de quanto se gasta para andar de Fórmula Vee.
         Para se ter uma idéia. Um kart com motor 2 tempos de competição sai entre R$ 15mil e R$ 40 mil, dependendo do modelo, e o custo por prova nunca é menos de R$ 1600,00.

Espero ter elucidado algumas dúvidas e tenho dito.

* Para efeito de cálculo, U$ 1,00= R$ 1,80 aproximadamente

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Família Fórmula Vee

Outro dia, numa entrevista com o piloto de rally Luis Tedesco, para publicar nesse mesmo blog, ele respondeu que nunca se interessou pelas categorias de asfalto ou autódromo, pelo clima de rivalidade extrema existente, mas que estava repensando isso. Concordo com a resposta dele, mas gostaria de dizer que existe um oásis nesse deserto. E esse oásis se chama Fórmula Vee. Sempre ficamos no mesmo Box em Interlagos, aonde colocamos mais de 15 carros. Os poucos participantes que ficam fora do box, são porque os seus preparadores fazem outras categorias e pela logística da coisa, não se unem a nós.
Na Copa Mobil de Fórmula Vee essa união mostrou-se mais forte. Eu diria até que na essência formamos uma família. Sim, há divergências quanto a regulamento, e da forma que a categoria está sendo gerida. Cada um tem sua opinião e tenta convencer os demais das suas razões. Mas em qual família não há discussões acaloradas por assuntos às vezes banais.
No caso da Fórmula Vee o termo família é o que mais se adequa. Temos as nossas divergências, que não são poucas, mas existe um cooperativismo nos boxes raramente visto. Chaves de boca trocam de mãos na ânsia de aprontar o carro para alinhar no grid, não se importando com a pessoa que está dentro do capacete. Claro que existem os que ficam quietos no seu canto, mais interessados em cuidar do seu próprio carro e não se preocupar com os demais. Mas isso também é respeitado. Claro tambem que existem esparrelas na vistoria. Isso é intrínseco do automobilismo.
Para vocês terem uma idéia, ontem dia 02/11, dia de Finados e feriado em São Paulo, cheguei a Piracicaba às 08h00min na oficina da TJ. Thomaz, da TJ, chegou logo em seguida, e com o carro dele, rebocamos nosso “Negro 27” para a pista da ECPA. O nosso Veezinho fica “estocado” na oficina da TJ enquanto a Copa não finda e um dos sócios da empresa, ainda nos auxilia no traslado do nosso carro até a ECPA a cada treino que fazemos. E ainda fica para um bate papo enquanto fazemos alguns acertos. Tenho certeza absoluta que se pedíssemos seu auxílio para qualquer acerto o mesmo não seria negado. E só quem faz isso é quem é da mesma família. Nossa visão é para um mesmo horizonte. Buscamos alinhar o maior número de carros possível para, num todo, termos a parte que nos cabe desse latifúndio.
Vida longa e sucesso a Fórmula Vee. Que venha 2012, o Campeonato Paulista e a Copa Mobil. E voce? Está esperando o que para vir fazer parte dessa família?

Sérgio Luis é piloto da Fórmula Vee e proprietário da Scuderia Dino e vai alinhar 2 carros no grid de Piracicaba para a última etapa da Copa Mobil.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Oswaldo Negri Jr., piloto internacional no PdC

Oswaldo Negri Jr., piloto que compete na Europa e EUA, com protótipos e corridas de longa duração, respondeu 3 perguntas ao PdC.



1- Porque resolveu sair do Brasil para se profissionalizar no exterior?

                   Eu sabia desde meus 9 anos de idade que eu queria ser um piloto profissional e chegar a F-1, o caminho certo entao era a Europa e depois de correr de Mini Formula, Kart e F-Ford 1600 no Brasil, fui para Inglaterra correr de F-3.

                     
                  (Acabou ficando por lá e se tornando um piloto profissional de extremo sucesso apesar de não ter competido na F-1)


 
2-Voltaria para o Brasil para disputar algum campeonato? Qual?

Voltaria sim, mas não tenho planos nenhum ainda, sou um profissional super bem reconhecido aqui, estou competitivo como nunca,  e gostaria de realizar algumas metas ainda como ganhar as 24 Horas de Daytona e correr em Le mans.

 

3- O que poderia ser usado no Brasil, da organização dos eventos, que já é utilizado lá fora?

O Brasil tem grandes organizadores...